(BBC)
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

BBC flagra atuação de traficantes de pessoas na Turquia

Com uma câmera escondida, a reportagem da BBC flagrou como traficantes vêm se aproveitando dos refugiados sírios na Turquia.

O tráfico de pessoas é controlado por gangues criminosas, muitas delas formadas por curdos e afegãos.

A reportagem da BBC também conseguiu acesso exclusivo ao centro nervoso do esquema, onde as transações acontecem. Logo após entrar na pequena sala comercial, um dos traficantes considera suspeita a presença da equipe. Ele teme estar sendo roubado.

A matemática por trás do negócio é simples e muito lucrativa. Em média, os traficantes ganham de 16 mil a 20 mil dólares (R$ 61 mil a R$ 76 mil) por viagem e há milhares de pessoas fazendo a travessia todos os dias.

Tudo isso acontece em plena luz do dia no centro de cidades turcas.

Foi a morte das crianças Alan e Ghaleb Kurdi que elevou a pressão para que autoridades investigassem a ação dos traficantes de pessoas.

Segundo um funcionário do governo turco, a culpa é em parte dos refugiados.

"O número de casos de pessoas traficadas aumentou 150% no ano passado, especialmente de sírios. Eles querem chegar à Grécia por meios ilegais. Não podemos garantir a segurança de cada um desses refugiados. Eles têm de obedecer a lei e esperar pelos benefícios", disse à BBC Ekrem Aylanc.

À medida que os refugiados continuam a deixar a Síria, mais dinheiro ganham os traficantes de pessoas, que se beneficiam das falhas das autoridades e da miséria dos que deixam para trás um passado de perseguição e guerra em busca de um novo lar.

Leia mais: Brasil acolhe mais sírios que países na rota europeia de refugiados