A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Garoto ucraniano não consegue ir à escola no inverno por ter deficiência

Volodya Khomutovskyi, de 11 anos, mora no vilarejo de Yabluneve, na Ucrânia, e tem paralisia cerebral. Sua mãe o leva para a escola mas, no inverno, ele não pode ir, porque o caminho fica intransitável.

Ele gostaria de ir para a universidade, mas diz que não vai poder porque não consegue pegar o trem sem ajuda.

Um sétimo da população mundial - um bilhão de pessoas - tem algum tipo de deficiência. Os metas de desenvolvimento da ONU que expiram neste ano foram criticadas por não abordarem a deficiência, mas a nova agenda da ONU inclui o tema explicitamente em seus objetivos.

De acordo com um relatório da ONU, cerca de 80% das pessoas com deficiência são pobres.