Foto: BBC
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Com três Oscars, Meryl Streep diz que 'ganha menos do que colegas homens'

Meryl Streep – uma das atrizes mais bem-sucedidas de Hollywood – falou sobre sexismo na indústria cinematográfica, dizendo que até o seu salário é menor que o de colegas homens.

A atriz ganhou três Oscar de 19 indicações ao prêmio - mais indicações do que qualquer um de seus colegas, homens ou mulheres.

"Isso tem a ver com a distribuição dos filmes, com como eles são financiados. Entre os 10 principais compradores de filmes nos Estados Unidos não há uma só mulher. Homens e mulheres às vezes têm gostos diferentes. Mas se as pessoas que estão escolhendo o que vai para os multiplexes são todas de uma só tendência, a escolha (dos filmes) será limitada e isso será uma profecia que se autorrealiza (a de que filmes com mulheres vendem menos)."

A atriz também esclareceu um comentário recente, em que diz ser "humanista", e não "feminista", falando sobre suas restrições ao que acredita ser o "significado atual" da palavra.

"Eu sou mãe de um filho e mulher de um homem. Amo homens. Não se trata do que o feminismo significa historicamente, mas do que ele passou a significar para jovens mulheres, que as faz sentir que elas devam se afastar das pessoas que elas amam. Isso me incomoda. Eu sou (feminista), é claro. Mas as minhas ações provam o que eu sou. Eu vivo sob estes princípios."

Streep falou com a BBC horas antes da estreia de seu novo filme Suffragette, sobre a campanha para que mulheres tivessem direito ao voto no Reino Unido no início do século 20. O filme ainda não tem previsão de estreia no Brasil.