BBC
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

'Como me tornei escrava sexual e soldada de milícia', diz mulher raptada aos 12 anos por milícia de Kony

Quando Polline Akello tinha 12 anos de idade, ela foi levada de sua casa em Uganda e forçada a se tornar uma soldada do Exército da Resistência do Senhor.

A famigerada milícia é liderada por Joseph Kony, procurado pela Corte Criminal Internacional por crimes contra a humanidade.

O Exército da Resistência do Senhor é conhecido por sequestrar crianças para usá-las em combate e como escravas sexuais.

Polline conseguiu escapar e, agora, aos 26 anos, descreve sua inacreditável jornada em palestras em escolas ao redor do mundo.

Na última sexta-feira, Polline deu seu depoimento em uma conferência mundial sobre diretos das mulheres realizada em Londres. Nesta sexta-feira, ela falará na ONU, em Nova York.

Nesta entrevista, Polline fala à repórter Alison Holt sobre sua infância em meio aos militantes de Kony e explica por que é importante para ela contar ao mundo sobre o que viveu.